Parques Estaduais podem ser privatizados

O padrão de privatização na administração estadual afetará também os parques. As unidades de conservação deverão ser conduzidas pelas Organizações da Sociedade Civil de Interesse Público (Oscips). O anúncio foi feito pelo secretário estadual de Cidades e Meio Ambiente, Vilmar Rocha, durante a celebração do Dia do Cerrado no último dia 11 de setembro.

Os Parques Estaduais que encabeçam o projeto estão em três importantes regiões turísticas do Estado, Parque Estadual Altamiro de Moura Pacheco, em Goiânia, Parque Estadual Serra de Caldas Novas e o Parque Estadual dos Pireneus, em Pirenópolis.

Segundo Vilmar Rocha, o objetivo das terceirizações é melhorar a administração dos parques para aumentar o turismo. “Muita gente de Goiânia não conhece o Parque Altamiro”, explica.

De acordo com o secretário, o projeto encontra-se em fase de estudo e não há modelo de gestão definido ainda. “Estamos trabalhando para definir o modelo, pode ser uma concessão privada, um convênio com uma fundação ou por meio de uma organização social”, completou.

José Leopoldo de Castro, Superintendente de Unidades de Conservação da Secretaria Estadual das Cidades e Meio Ambiente (Secima), acredita que a privatização poderá aliviar a burocracia e melhorar a conservação dos parques.

Deixe seu comentário!