Programa visa conceder bolsa artista para músicos em Pirenópolis

progama_visa_conceder_bolsa_para_jovens_de_pirenopolis_charmosapirenopolis

Com o intuito de promover a música clássica, o Governo de Goiás lançou dois programas voltados ao tema. Um deles é a Rede de Orquestras Jovens de Goiás, que visa ampliar o número de orquestras, espalhando núcleos por mais de 10 cidades do estado. O outro, chamado Bolsa Artista, prevê pagamento de subsídio mensal de até R$ 800 para auxiliar na formação dos alunos. Também foram entregues ao órgão duas harpas sinfônicas, adquiridas ao custo de R$ 570 mil.

A Bolsa Artista vai beneficiar mais de 200 alunos. Destes, 100 receberão R$ 600, e os outros, R$ 800. Para obter a bolsa, o músico precisa ter nível avançado e estar regularmente matriculado no Itego.

Além de Pirenópolis, a Rede de Orquestras Jovens vai implantar núcleos nos seguintes municípios: Alto Paraíso de Goiás, Anápolis, Aparecida de Goiânia, Bela Vista de Goiás, Caldas Novas, Catalão, Guapó, Itumbiara, Jaraguá, Palmeiras de Goiás, Posse, Rio Verde, Trindade e Valparaíso de Goiás.

Bolsa-Artista

O que é? A Bolsa-Artista é uma ajuda financeira, que o governo oferece para músicos que estão matriculados no núcleo de música da Rede de Orquestras Jovens.

Como obter? Para obter a bolsa, o músico precisa ter nível avançado e estar regularmente matriculado no Itego.

Regulamento: Serão aceitos candidatos com idade entre 10 e 35 anos. Para serem aprovados, eles precisam passar por três etapas: inscrição, entrevista e audição. Também é necessário comprovar vínculo com formação artística profissional via declaração de instituição de ensino ou carta de recomendação.

Validade: A bolsa tem validade de um ano e pode ser renovada por até sete vezes, sendo necessária nova participação no processo seletivo.

Para conferir mais notícias como essa, clique aqui.

Deixe seu comentário!