O que você achou do novo formato do Canto da Primavera 2016?

Depois de 16 anos do tradicional Canto, esse ano a organização do festival decidiu inovar. A SEDUCE realizou a Mostra de Música que anuncia a chegada da Primavera por dois finais de semana, o primeiro com shows acústicos e o segundo shows tradicionais. Além de ter expandido as oficinas por toda a cidade, aumentando o alcance e a interação da comunidade local, mudança que foi bem representada pela hashtag (EncantoEmCadaCanto).

A expressiva mudança desse ano agradou muita gente, que concordou que o festival não se resume apenas a shows, e sim, a disseminar a diversidade cultural. “Acho que existe um grande embate cultural no Brasil há muitos anos. A gente conhece pouco das expressões culturais brasileiras e festivais como esse, que traz para o centro expressões que não são litorâneas, são essenciais”, disse Lenine, que participou do show de abertura.

Para Carlos Malta, que também é educador, “Um festival que abre as portas para essa atividade didática ganha porque a música fica. O show vem e vai embora, mas a oficina deixa a música ficar na cidade. As pessoas aprendem, evoluem e no ano seguinte estão aqui para ensinar. A beleza da oficina é isso. É deixar plantada essa ideia”.

Em contrapartida, houve quem não aprovou o novo formato, alegando que os visitantes do festival não respeitam a cidade, espalhando lixo e fazendo ‘baderna’. Teve também, quem não aprova decorrente ao barulho dos shows, principalmente os que aconteceram no Palco Principal, bem no Centro Histórico da Cidade.

E você, o que achou do Canto da Primavera 2016 e seu novo formato?

Deixe seu comentário!